contato@institutokopp.com.br

Tenho Implante Dental, e agora? Como manter?

A importância da manutenção pós-tratamento com Implante.

Terminei o tratamento! E agora, o que devo fazer para manter tudo o que foi restaurado? E quais são os cuidados necessários?

Higiene – O acúmulo de placa bacteriana em próteses implanto suportadas é diferente da dentição natural, devido as suas diferenças. Por este motivo requer do paciente mais dedicação e tempo para higienização, exigindo muitas vezes escovas e fios dentais específicos para facilitar a remoção de restos de alimentos e placa bacteriana. Além dos cuidados diários, limpezas periódicas.

Oclusão – A oclusão é dinâmica, estando em constante mudança. Por esse motivo é necessário o cirurgião dentista verificar o ajuste oclusal nas consultas de manutenção.

Sáude Periimplantar – A gengiva e osso ao redor do implante devem estar saudáveis, sem sangramento ou secreções e o osso sem sinal de perda óssea acentuada.

Raio-X Panorâmico Periódico – Periodicamente deve-se verificar o estado de saúde através de exame radiográfico. Nesse exame, verifica-se ausência de lesões, perda óssea, etc.

Ausência de Dor – Os implantes não devem apresentar sensibilidade, mobilidade ou dor na mastigação.

Estética – Alterações de cor, retrações, fraturas ou trincas devem ser observadas.

Sempre lembre que a prevenção é a forma mais conservadora e econômica para a longevidade de tudo o que foi restaurado. A falta de manutenção pode levar a perda do implante dental.

Siga corretamente as instruções recebidas e compareça às consultas de manutenção preventiva.

Compartilhar:

Deixar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.