contato@institutokopp.com.br

SOS Mau Hálito – um meio virtual de ajuda

Quer ajudar um amigo portador de mau hálito e não sabe como? Conheça o SOS Mau Hálito, informação enviada por e-mail ou carta de maneira rápida e eficaz.

Estudos indicam que cerca de 60 milhões de brasileiros são portadores da halitose (mau hálito), sendo que a grande maioria nem sequer sabe que sofre com esse problema constrangedor. Pensando em ajudar quem necessita de tratamento, a Associação Brasileira de Halitose (ABHA), oferece o SOS Mau Hálito, um serviço social gratuito e sem identificação, que tem por finalidade avisar o seu amigo ou conhecido que possui o problema.

Normalmente quem possui mau hálito tem dificuldades em saber que é portador do problema. Quando o dor é constante, a pessoa acaba se acostumando com o cheiro e não o sente, o que se chama de “fadiga olfatória”. O mau hálito causa imensas limitações em todas as áreas da vida, seja ela social, profissional e familiar, e tomar conhecimento dessa alteração é o primeiro passo para resolvê-la.

Já para quem convive próximo a uma pessoa que possui esse distúrbio, pode se sentir constrangido em avisar sobre a situação e não sabe o que fazer para ajudar.

Com o objetivo de elevar o grau de conscientização da população e ajudar pessoas com o hálito alterado, evitando tais situações constrangedoras o SOS Mau Hálito foi criado para dar uma solução a quem não se sente confortável em dar essa notícia.

Dra. Cláudia C. Gobor, dentista especialista no tratamento da halitose e diretora executiva da ABHA, explica mais sobre o assunto: “ A associação é formada por profissionais da área da saúde, dedicados especialmente aos estudos e pesquisas sobre o mau hálito, e para ajudar criou o SOS Mau Hálito, um meio que dá acesso a profissionais de todo o país. Com esse meio é possível que a pessoa que possui um amigo com esse problema, o informe sem precisar se identificar, para não causar o constrangimento de ambos”.

Esse envio de informação ao portador se dá da seguinte maneira: A pessoa entra no site, sem ser identificado e envia o contato do seu amigo ou pessoa portadora da halitose, com a opção de carta (via correio) ou por e-mail. Nessa carta a pessoa receberá informações sobre halitose, dicas para detectar o problema, convite para sanar dúvidas com a associação, e também tem a opção de procurar um especialista na lista dos profissionais indicados pela ABHA, a nível de Brasil.

De acordo com a Dra. Cláudia, nos meses de agosto e setembro, que são dedicados para a divulgação do Dia Nacional do combate ao Mau Hálito (22 de setembro), cerca de 450 pessoas por mês são atendidas. Nessa época, são organizados eventos e palestras sobre saúde bucal em várias regiões do país, para alertar e instruir o público sobre o assunto.

Segundo a associação, 90% dos casos de mau hálito têm origem bucal, e o estômago ao contrário do que muitos pensam, é responsável por apenas 1% dos casos de halitose, em causas associadas. Escovação correta, uso do fio dental e do raspador de língua, maior consumo de água, cuidados e tratamentos adequados à saúde bucal, também ajudam a evitar esse problema.

Combater a halitose é de extrema importância, além de contribuir com inúmeras doenças, o mau hálito pode levar a perda de auto estima e ao isolamento social e amoroso. O tratamento adequado com um dentista qualificado é a única maneira de reassumir o papel na sociedade e retornar a uma vida mais feliz, com mais saúde e livre de constrangimentos.

Acesse o site para ter mais informações sobre o halitose : www.abha.org.br

Se você conhece alguém com esse problema, acesse e clique no banner SOS Mau Hálito e envie os dados de contato do seu amigo para a ABHA. Você o estará ajudando a ter mais saúde e uma vida mais feliz.

Compartilhar:

Deixar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.