contato@institutokopp.com.br

implante dentário

Implante Dentário em 5 Perguntas: O que? Por que? Quem? Como? Onde?

O que?

O implante dentário é a forma mais moderna, segura, eficiente e duradoura para resolver ausências dentárias. Um pino de titânio é instalado no tecido ósseo e como este material é biocompatível, não é percebido pelo organismo, o tecido ósseo se desenvolve para fechar o espaço ocupado pelo pino e acaba integrando ele ao organismo.

Depois, ele serve de base para a aplicação de uma prótese chamada de prótese sobre implante e pode substituir tanto um único dente quanto todos eles, dependendo do caso e do número de implantes instalados. Fixa, a prótese sobre implantes funciona como ‘dentes artificiais’ e devolve todas as qualidades funcionais, estéticas, e especialmente, a autoestima e autoconfiança para os pacientes.

É tão seguro e duradouro que hoje as próteses sobre implantes são conhecidas como terceira dentição.


Por que?

Acima de qualquer coisa, é importante entender que repor um ou mais dentes perdidos é um CUIDADO COM A SAÚDE. Inclusive dentes de trás, que muitas vezes são ignorados pelo baixo impacto estético. É que a ausência dentária tem forte impacto sobre a capacidade mastigatória, que influencia o processo digestivo e a absorção de nutrientes durante a alimentação. Além disso, o alinhamento de toda a arcada dentária, a manutenção de dentes vizinhos, a fala e até a aparência ficam comprometidos. Como os dentes contribuem com a sustentação da musculatura facial, ausências podem provocar perda do contorno natural e aparência envelhecida.

A próteses total (a tradicional dentadura) também deve, na maioria dos casos, ser substituída por prótese sobre implantes. Como a dentadura não estimula o osso, com o tempo ele vai reabsorvendo e se tornando mais fino, o que torna a adaptação a cada nova prótese dolorida, difícil e limitadora. Além disso, quem usa dentadura tem restrições provocadas pela possibilidade de deslocamento da prótese ao comer ou falar. E todas estas questões são resolvidas pela prótese sobre implante que, além de não ter restrições alimentares, elimina os riscos provocados pelo deslocamento e tem longa durabilidade. Há relatos de implantes que já duraram 20 anos.


Quem?

A grande maioria dos adultos com uma boa saúde geral podem se beneficiar com as vantagens do implante dentário. No entanto, crianças e adolescentes que ainda estão em fase de crescimento devem aguardar. Além disso, existem algumas condições que impedem o procedimento:

– Diabetes não compensadas;
– Hipertensão não controlada;
– Pacientes com problemas cardíacos que não seguem o tratamento;
– Pessoas que usam medicamentos que afetam a cicatrização óssea;
– Pacientes que fazem radioterapia ou outro tratamento para o câncer.


Como?

Para começar a avaliação, o cirurgião-dentista solicitará exames para verificar seu estado de saúde geral e a qualidade óssea do local onde o implante dentário será realizado. O profissional estudará as condições locais, comprimento de dentes, aspecto gengival, tipo de oclusão, hábitos e outros aspectos. O sucesso de um caso envolve inúmeros fatores e depende da combinação da experiência do profissional com as condições que cada paciente traz consigo.

Alguns casos, quando o paciente usa prótese há muitos anos ou convive com a ausência dentária há muito tempo, pode ser necessário uma outra intervenção cirúrgica antes da instalação do implante dentário, que é o ENXERTO ÓSSEO.

Finalizada esta etapa, é chegada a hora do processo cirúrgico. Um procedimento bem simples, sem dor ou imprevistos, realizado no próprio consultório odontológico com anestesia local e sedação em casos mais extensos.

No tratamento clássico com implante dentário é preciso aguardar o período da osseointegração para que a prótese definitiva seja aplicada. No entanto, existem casos em que o implante de carga imediata pode ser realizado e a prótese final pode ser aplicada em até uma semana. Mas, não se preocupe, mesmo nos casos clássicos o paciente sai do Instituto com uma prótese provisória que pode ser utilizada durante as atividades cotidianas no período de osseointegração.


Onde?

É muito importante ressaltar que esta não é uma decisão que possa ser tomada apenas com base no preço. A qualificação do profissional fará toda a diferença! Afinal, você não quer um implante dentário com problema, mal instalado e sem a estética adequada, não é mesmo? Portanto, para que o seu implante tenha o resultado funcional e estético esperado, confira a qualificação e experiência do profissional que vai conduzir seu caso.

Verifique no site do Conselho Regional de Odontologia se o Cirurgião-Dentista está inscrito como especialista em Implantodontia. No Paraná o link para consulta é: https://goo.gl/A68AzZ.

Analise a quanto tempo ele atua na especialidade, qual a sua formação, cursos realizados, quantos casos já tratou… Quanto mais capacitado for o profissional, maiores serão as chances de um tratamento bem-sucedido.

Esteja atento porque a falta de experiência em um procedimento tão minucioso e complexo quanto o implante dentário pode provocar além de desconforto, problemas com a mordida e até casos mais graves com os dentes próximos e a língua, gengiva ou outras partes moles da boca.

No Instituto Kopp você encontra uma equipe qualificada e preparada para atende-lo. O Dr. Gino Kopp, Implantodontista Chefe do Instituto já realizou mais de 18.000 implantes de sucesso e tem mais de 27 anos de experiência. Se você mora em Curitiba, fale conosco pelo Whats 41 99917-6989 e venha conhecer nosso trabalho.

Compartilhar:

Deixar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.