contato@institutokopp.com.br

Gengivite – estágios, sintomas e fatores de risco

A Gengivite, quando não tratada, pode causar a perda dos dentes e outras doenças periodontais.

A gengivite é a forma mais amena de uma doença periodontal, caracterizada pela inflamação das gengivas.

Se não for tratada de modo correto, pode progredir e causar danos irreversíveis ao paciente, como perda dos dentes e perda óssea.

Esse é um tipo de inflamação ocasionada principalmente pela falta de higiene oral e causa inchaço, sangramento e vermelhidão na gengiva.

A gengivite é, quase sempre, causada pelo acúmulo de placa bacteriana com o passar do tempo, e geralmente isso vem acompanhada pela higiene incorreta ou mal orientada. A placa bacteriana é um material espesso composto de bactérias, muco e resíduos de comida que fica grudado na parte exterior dos dentes e que também é considerada a maior causa de cárie dentária.

Em algumas pessoas podem ocorrer dores, gosto ruim na boca e mau hálito. Por este motivo que a limpeza adequada dos dentes, com escovação suave logo após as refeições e uso do fio dental, pode minimizar o problema e evitar a reprodução das bactérias que provocam a doença.

Além disso, é importante visitar o seu dentista pelo menos uma vez a cada seis meses para uma avaliação completa da sua saúde bucal.

Estágios da Gengivite:

Gengivite

Este é o primeiro estágio da inflamação gengival causada pela placa bacteriana que se forma na margem da gengiva. Se a escovação e o uso do fio dental diariamente não forem suficientes para remover esta placa, ela produzirá toxinas que podem irritar o tecido gengival, causando a gengivite.

Periodontite

Nesse estágio, o osso e as fibras de sustentação que mantêm os dentes em posição são irreversivelmente danificados. Ao redor da sua gengiva pode começar a se formar uma bolsa que avança pra baixo da gengiva e onde ficam armazenados os detritos e a placa bacteriana. O tratamento dentário adequado é a higiene bucal minuciosa em casa que, em geral, pode ajudar e prevenir danos maiores.

Fatores de risco

Gengivite é comum e qualquer um pode ter, mas alguns motivos considerados de risco contribuem para o desenvolvimento desta inflamação. Quais sejam:

  • Higiene bucal precária
  • Tabaco
  • Diabetes
  • Idade avançada
  • Imunidade baixa
  • Uso de medicamentos específicos
  • Infecções virais e fúngicas
  • Boca seca
  • Mudanças hormonais
  • Deficiências nutricionais
  • Uso excessivo de determinadas substâncias
  • Aparelhos bucais mal encaixados ou mal limpos.

Sintomas de Gengivite

A gengiva inflamada tende a ter uma cor mais avermelhada que o normal ou até mesmo arroxeada. Fica inchada, sensível e sangra com facilidade durante a escovação e durante o uso de fio dental.

Veja outros sintomas típicos desta inflamação:

  • Dentes parecem mais longos devido à retração da gengiva
  • Gengivas se separam ou se afastam dos dentes, criando uma bolsa
  • A forma como os dentes se encaixam na mordida muda
  • Secreção de pus ao redor dos dentes e da bolsa gengival
  • Mau hálito constante e gosto ruim na boca.​

Também está relacionado à gengivite o uso de medicamentos como fenitoína e pílulas anticoncepcionais, além de metais pesados a exemplo do chumbo e do bismuto.

A prevenção é a melhor forma de se proteger contra as doenças periodontais. Em situações mais graves, é preciso fazer uso de antibióticos e anti-inflamatórios. Se nenhum desses tratamentos resolver, a cirurgia periodontal poderá trazer a solução para o problema. Se você sofre desse problema ou conhece alguém que sofre, agende uma consulta agora mesmo com um dos nossos especialistas em periodontia, ligue 41 3363 7295.

Se você tem alguma dúvida relacionada com este assunto ou quer marcar uma consulta de avaliação, entre em contato conosco.

Compartilhar:

Deixar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.