contato@institutokopp.com.br

Como manter os dentes saudáveis com o envelhecimento?

Com o passar da idade, em nossos dentes incidem por uma série de alterações e transformações. Entre essas transformações, destaca-se o surgimento de rachaduras, os dentes ficam mais escuros e apresentam desgastes que modificam o molde, levando ao encurtamento das coroas.

Lutar para conservar a boca saudável é mais importante do que nunca para os idosos, devido à maioria das pessoas com mais de 50 anos de idade preservarem alguns dos dentes naturais ou mesmo todos eles.

Dentes mais curtos prejudicam a visibilidade na fala e sorriso, podendo afetar as relações interpessoais do ser humano.

Dentes mais velhos ainda estão mais propensos à cárie na linha da gengiva, que são as cáries radiculares, e em torno das restaurações.

O flúor existente nos enxaguantes bucais e cremes dentais e na própria água de abastecimento ainda são instrumentos importantes nas reduções dos riscos às cáries.

Portanto, é indispensável insistir com um programa de higiene bucal minucioso, que inclui a escovação e o uso de fio dental de duas vezes a três vezes ao dia no mínimo, limpezas e visitas regulares ao dentista.

A doença gengival não tratada pode avançar lentamente e ocasionar pouca ou nenhuma dor, mas se não for detectada pode prejudicar as gengivas e a estrutura óssea que suporta os dentes, levando a retração gengival, perda de inserção dos dentes e perda dental. A falta de higiene dental, o uso de tabaco, más escolhas na alimentação e problemas médicos também podem tornar a doença periodontal mais séria.

A doença periodontal também pode estar relacionada a problemas de saúde como doença cardíaca, diabetes, derrame e problemas respiratórios, por isso é importante para a saúde geral manter sua boca saudável.

A ameaça de cárie dentária também cresce em pessoas com boca seca, chamada xerostomia, que pode ser causada por medicações, substâncias químicas ou radioterapia da cabeça e do pescoço. Um dentista pode propor uma variedade de estratégias que podem ajudar pacientes com boca seca.

Em casos de gengiva sensível ou inchada, gengiva retraída, dentes moles, alterações na mordida ou no modo como as próteses se encaixam, mau hálito ou gosto ruim na boca também podem ser sinais de alerta que necessitam ser avaliados por um dentista.

Os idosos não precisam abrir mão de um sorriso bonito com o passar do tempo. Existem vários tratamentos dentais que são adequados para dentes maduros. Implantes dentais e próteses podem ser funcionais e esteticamente agradáveis para os que perderam dentes.

Entretanto, envelhecer com saúde é primordial para a prevenção. A higiene bucal é um cuidado que tem o objetivo de ter um corpo físico livre de enfermidades.Vale apontar que a prevenção e a manutenção da saúde bucal são fundamentais na saúde geral do indivíduo, não somente na terceira idade, mas em qualquer etapa da vida, com o objetivo da qualidade de vida. E a qualidade origina-se de toda transformação ocorrida ao longo dos anos, porque é reflexo de como foi toda a história de vida.

Segundo o dentista Dr. Gino Kopp, criador do Sistema de Implante Friccional Biológico e quem desenvolveu a Técnica de Enxerto Ósseo Homólogo Particulado Modificado, os principais problemas que atrapalham a aparência do sorriso são o mau posicionamento dos dentes, a ausência, coloração (escurecimento ou manchas), além de fraturas dentais e deformidades orofaciais na maxila e mandíbula.

Tem pessoas que precisam de um enxerto ósseo para aumentar a espessura do osso antes de colocar um implante dentário, como tem outras pessoas que não precisam de implantes dentários e enxertos ósseos, que somente com tratamentos ortodônticos e estéticos já resolvem.

Um ótimo alinhamento e posicionamento dos dentes com um tratamento de clareamento dental já deixam um sorriso bonito. Porém a ortodontia não corrige a forma dos dentes, e por isso, às vezes necessitamos consertar a anatomia com a colocação de lentes de contato dental, que são lâminas de porcelanas extrafinas e resistentes que alteram delicadamente a forma dos dentes.

“A fórmula para manter uma boa saúde bucal na terceira idade é igual para qualquer outra fase da vida: faça uma higiene bucal apropriada mediante escovação dos dentes, da língua e das gengivas, utilizando a sua escova dental, fio dental e enxaguante bucal. Lembrando que ir ao dentista regularmente também é essencial para prevenir e sanar quaisquer problemas que possivelmente possam vir a aparecer!”, explica o Dr. Gino Kopp.

Se você tem alguma dúvida relacionada com este assunto ou quer marcar uma consulta de avaliação, entre em contato conosco.

Compartilhar:

Deixar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.