contato@institutokopp.com.br

Campanha de Prevenção do Câncer Bucal

O Câncer Bucal, também denominado Tumor de cabeça e pescoço a todos tumores que se originam de várias regiões das vias aéreo digestivas, como boca, língua, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe, seios paranasais. No mundo, cerca de 500 mil novos casos diagnosticados a cada ano.

No Brasil, essa realidade não é diferente, o câncer de boca chega a ser o 4º tipo de tumor mais frequente em algumas regiões do país, ocorrendo 3 vezes mais em homens do que em mulheres.

A maioria é diagnosticada já em fase avançada da doença (60% dos casos), o que impacta negativamente na sobrevida do paciente. Nas últimas décadas percebe-se que a faixa etária dos indivíduos diagnosticados com tumores de boca e garganta reduziu significativamente.

Pessoas que sofrem de câncer bucal, perdem a capacidade de comunicar-se e/ou alimentar-se normalmente, provocando um isolamento e exclusão não só social como também profissional restringindo o convívio com terceiros. O câncer de cabeça e pescoço, independentemente da modalidade terapêutica escolhida: cirurgia, radio e/ou quimioterapia, causa sequelas psicológicas e anato-funcionais irreversíveis para qualidade de vida do paciente.

Confira 8 passos para se auto examinar contra o Câncer na Boca

Confira abaixo outra figura ilustrativa de como se examinar fornecido pelo Ministério da Saúde

Prevenção

A prevenção do câncer na boca é possível através da mudança de hábitos de vida e consulta regular do dentista para fazer diagnóstico precoce da doença. Algumas formas de prevenir o câncer são:

  • Evitar o consumo excessivo de álcool;
  • Evitar fazer uso excessivo de cachimbos e cigarros;
  • Evitar exposição ao sol sem proteção;
  • Evitar próteses desajustadas a sua boca;
  • Ter uma boa higiene bucal,
  • Escovando os dentes 4 vezes ao dia, de preferência após todas as refeições;
  • Ter um acompanhamento odontológico frequente;
  • Manutenção de uma dieta saudável, rica em frutas e legumes;
  • Realizar um autoexame da boca, procurando qualquer tipo de alteração, como feridas, inchaços ou manchas.

O câncer da boca é uma doença que se caracteriza pelo aparecimento de tumores malignos na região bucal e tem maior incidência em homens com mais de 40 anos de idade.

Alguns sintomas do câncer de boca podem ser presença de ferida na boca que não cicatriza há mais de 1 semana, manchas brancas ou vermelhas na boca ou aumento dos gânglios do pescoço.

O tratamento do câncer de boca pode ser feito através de cirurgia para remover o tumor, quimioterapia ou radioterapia.

Proteção durante o sexo oral é fundamental

Podemos prevenir grande parte dos tumores da cavidade bucal, eliminando hábitos de risco. Os principais fatores causais são: consumo de álcool, cigarro e infecção pelo vírus do HPV. Todos sabemos do risco do consumo exagerado de bebidas e cigarros, mas muitas vezes as pessoas esquecem que é preciso proteção também na hora do sexo.

Manter o exame periódico com o Dentista em dia

O câncer de boca é muito perigoso. Dependendo da fase em que é feito o diagnóstico, a chance de sobreviver pode ser de 50%. Os primeiros sintomas muitas vezes passam despercebidos, pois em muitos casos se parecem com uma simples afta ou lesão.

Manter o exame da cavidade bucal com o Dentista em dia é muito importante, pois ao realizar o exame da cavidade bucal, o Dentista pode perceber as lesões e fazer o diagnóstico precoce.

Segundo estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca), são diagnosticados cerca 15 mil novos casos de câncer por ano, sendo que dois terços destes casos em indivíduos do sexo masculino.

Próteses mal adaptadas podem causar câncer bucal

Não existem estudos científicos que comprovem essa relação, mas a experiência clínica mostra que isso é possível porque a prótese causa atrito na gengiva, lesões bucais e acúmulo de restos de alimentos, o que vai ocasionar proliferação de bactérias, feridas e sangramentos.

Sem tratamento, mais tarde essas lesões podem se tornar um câncer bucal. Sem contar outros problemas de saúde, como estomatites e úlceras, que podem surgir devido aos problemas de mastigação não corrigidos com a prótese mal adaptada.

Por isso, é importante procurar um bom profissional que possa planejar, confeccionar, instalar as próteses e dar a orientação adequada sobro uso e higienização. Outra alternativa é investir em implantes dentários invés de próteses removíveis. Assim como no caso das próteses removíveis, é imprescindível buscar por profissionais habilitados a realizar o procedimento com qualidade e segurança.

Dr. Gino Kopp orienta seus pacientes para que tenham atenção a mudanças e surgimento de sintomas estranhos na cavidade oral, e reforça a importância do exame de rotina pelo Dentista. Quanto antes for feito o diagnóstico, melhor.

O câncer bucal é uma doença grave e que pode levar a morte. Os principais fatores de riscos são o uso prolongado de tabaco, consumo de bebida alcoólica, traumatismos crônicos, vírus HPV (vírus do papiloma humano), exposição solar em excesso e o uso de próteses mal adaptadas.

Poucos imaginam, mas o uso de prótese móvel inadequada, também conhecida como dentadura, pode ser determinante no aparecimento da doença.

Você sofre de algum sintoma ou quer marcar uma avaliação com um dos nossos dentistas especialistas no assunto?

Marque agora uma consulta com um dos nossos especialistas, clique aqui!

Compartilhar:

Deixar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.